São Gonçalo FC

Balanço da Série C: São Gonçalo FC, de expectativa a decepção

DEBUTANTE EQUIPE DE SÃO GONÇALO É A PRIMEIRA A TER SUA TEMPORADA ANALISADA

A partir de hoje, o site Futebol Gonçalense trás o balanço completo da Terceirona Carioca, analisando os prós e contras da campanha de cada equipe gonçalense na competição. Bela Vista, São Gonçalo EC e São Gonçalo FC terão suas campanhas analisadas, além de relembrarmos os principais jogadores de cada equipe, os melhores e piores jogos, e tudo de mais relevante neste ano tão especial para o futebol de São Gonçalo.
Começamos hoje analisando a trajetória do São Gonçalo FC:
Equipe do São Gonçalo FC, em seu primeiro jogo profissional, no estádio do Motorista FC, em Rio Bonito
A CAMPANHA
14 jogos – 2 vitórias- 2 empates – 10 derrotas – 14 gols pró – 32 gols contra – AP: 19,04%

Para aprender. Assim pode ser encarada a campanha feita pelo São Gonçalo FC na Série C do Campeonato Carioca. Entrando em campo em seu primeiro ano como profissional, o mais novo clube da cidade parecia que iria conquistar a população. Com campanhas massivas nas redes sociais, logo a nova agremiação “pulou na frente” pela preferência local.
Em campo, os maus resultados, junto com erros estruturais e de organização, deixaram o São Gonçalo FC em situação complicada logo no início da competição. Duas derrotas por W.O., sendo uma contra o xará Esporte Clube, minaram o início da trajetória.
Antes mesmo do fim da primeira fase, o clube rompeu com seu treinador, Felipe Conceição (ex-atleta do Botafogo), em virtude de problemas financeiros. Felipe havia participado de todo processo de profissionalização do clube, seleção de jogadores, além da divulgação e promoção da marca, quando ainda acumulava o cargo de diretor executivo.
Jogadores se comprometeram com o clube, mesmo diante das dificuldades
Sem seu comandante, o Futebol Clube trouxe Valteir Franco, que assumiu a equipe com um elenco limitadíssimo, que contava com cerca de 15 jogadores regularizados. Em oito jogos na primeira fase, o clube obteve 2 vitórias (ambas contra o Arraial do Cabo), 1 empate e 5 derrotas (duas por W.O.).
Classificado em terceiro lugar no Grupo C, a equipe migrou para a segunda etapa, e sucumbiu ao afunilamento da competição. Em seis jogos disputados, uma campanha ainda pior, com apenas 1 empate e 5 derrotas. O tão temido W.O., voltou a assolar a equipe, novamente contra o rival São Gonçalo EC. Era o fim da primeira campanha do debutante clube gonçalense como profissional.
OS ACERTOS
  • O trabalho de divulgação e marketing do clube antes do início da competição.
  • O elenco montado possuía qualidade, sendo atrapalhado pela turbulenta trajetória na competição.
OS ERROS
  • Time itinerante. Com a proibição da utilização do estádio do Cordeiro, em São Gonçalo, foi obrigado a migrar durante a competição, mandando jogos em Saquarema e Rio Bonito, sem conseguir criar uma identidade com seus torcedores.
  • Erros estruturais, como falta de policiamento em alguns jogos, acabaram manchando a campanha do clube com três derrotas por W.O.
  • Elenco curto. A falta de jogadores dificultou a reposição durante o campeonato. Em alguns jogos, o time contava apenas com três jogadores como suplentes.
DESTAQUES
Thiago (lateral direito) – Jogador de boa chegada no ataque e recomposição precisa na defesa, foi um dos atletas que se destacaram mesmo em uma campanha ruim. Demonstrou bom preparo físico durante os jogos em que atuou.
R. Piazi em confronto contra o SGEC. Atacante foi um dos destaques da Série C
Anderson (meio de campo) – Camisa dez da equipe, teve atuações de destaque em diversas oportunidades, sempre levando perigo as defesas adversárias. A armação de jogadas dependia quase que exclusivamente de sua criatividade.
Renato Piazi (atacante) – Não só destaque do São Gonçalo FC, Piazi foi uma das boas revelações de toda a competição. Atacante de bom vigor físico e movimentação inteligente, conseguiu a marca de sete gols marcados, mesmo ficando de fora das duas primeiras partidas do clube gonçalense na competição.
O MELHOR JOGO
Precisando da vitória para avançar à segunda fase, o São Gonçalo FC recebeu o Arraial do Cabo no estádio Lourival Gomes de Almeida, em Saquarema. Após sair perdendo no primeiro tempo, a equipe foi buscar o resultado nos quinze minutos da etapa final. Yuri e Felipe Ferreira marcaram os gols que classificaram o clube gonçalense com uma rodada de antecedência.
O PIOR JOGO
No primeiro clássico gonçalense com bola rolando (o primeiro terminou em W.O.), o Futebol Clube foi derrotado pelo placar de 4×1 para o rival Esporte Clube. A vitória aconteceu naturalmente, até com certa facilidade, ao contrário do que se esperava, devido toda a expectativa. O jogo marcou o fim da primeira fase para o São Gonçalo FC. Renato Piazi fez o gol de honra do SGFC.
CONCLUSÃO
Independente dos resultados, a campanha serviu de experiência, para que em tentativas futuras, o clube possa lograr êxito em seus objetivos. Que em 2013 a equipe consiga retornar as atividades, e que a população possa acompanhar mais de perto o trabalho que vem sendo realizado.
RELEMBRE TAMBÉM:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s