Copa Rio Gonçalense

Empate e até mesmo derrota podem classificar o Gonçalense na Copa Rio

Tricolor entra em campo na tarde deste sábado (07/11), para enfrentar o Audax Rio; veja as combinações possíveis

O Gonçalense enfrenta neste sábado (7), às 16h, o Audax Rio, no Estádio de Moça Bonita, em Bangu. O jogo pode ser considerado um dos mais importantes da curta história do Tricolor Metropolitano. Fundado em 2013, a equipe participou da Série C Estadual em 2014, estreando profissionalmente. Conquistou o título e assim garantiu o acesso à Série B, além da vaga na Copa Rio desta temporada.

O Gonçalense, do zagueiro Jospeh, vai em busca da vaga. Um empate já lhe favorece. Foto: Gabriel Farias.
O Gonçalense, do zagueiro Jospeh, vai em busca da vaga. Um empate já lhe favorece. Foto: Gabriel Farias.

Na Segundona o Tricolor cumpriu bom papel, mas não conseguiu seu tão sonhado lugar na elite do futebol carioca. Restou a Copa Rio, competição que oferece vaga no Campeonato Brasileiro Série D ou Copa do Brasil ao campeão – que tem o direito de escolher. Se empatar hoje, contra o Audax, o Lense estará nas semifinais da competição estadual e verá o sonho de participar de um certame nacional mais próximo.

A situação do time de São Gonçalo é digamos assim, bem confortável. Um empate basta para que o Tricolor avance ao menos com a segunda colocação do Grupo E. Se vencer, garante a liderança, assim como foi na primeira fase. No entanto, a vaga na próxima etapa pode vir até mesmo com um revés.

A conta é a seguinte: se o Gonçalense perder, permanecerá com os mesmos quatro pontos que possui, sendo ultrapassado pelo Audax. Caso isso aconteça, é preciso torcer para que o confronto entre Madureira e Portuguesa termine empatado. Ainda sim, se o Madureira vencer, empataria com o Gonçalense em pontos e números de vitórias. A decisão viria no saldo de gols, no número de gols pró ou na somatória de cartões. A partir daí são múltiplas as possibilidades que se abrem.

O último quadro e mais desfavorável ao Gonçalense seria uma derrota em seu confronto e uma vitória da Lusa sobre o Madureira. Com essa combinação, as chances de classificação não existiriam mais.

SE VENCER: avança como líder.
SE EMPATAR: avança em primeiro ou segundo lugar, dependendo do resultado do jogo entre Madureira e Portuguesa.
SE PERDER: avança em segundo se houver empate no outro confronto, ou se o Madureira vencer, mas não conseguir superá-lo num dos critérios de desempate como saldo de gols, gols pró ou número de cartões.

Pinduca assume na “hora H”

Sem o treinador Mário Marques, que viajou ao Vietnã para dirigir o Bangu na BTV Cup, o Gonçalense passa a ter como técnico interino Cláudio Pinduca, auxiliar fixo do clube. Caberá a ele a missão de substituir Marques, que só deve retornar numa possível final da Copa Rio.

Conforme adiantado por Mário Marques após a partida contra a Portuguesa, no meio de semana, a escalação será mantida. Caberá a Pinduca, no entanto, fazer as escolhas no decorrer dos 90 minutos. A única certeza é de que a escalação será a seguinte: Julio; Sales, Joseph, Anderson e Rato; Gustavo Moura, Dyeguinho e Nélio; William Amendoim, Sabão e João.


VEJA TAMBÉM
Classificação da Copa Rio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s