Itaboraí

Sem inspiração, Itaboraí perde para o Artsul e é eliminado da Série C Sub-20

Águia não consegue levar perigo no ataque e comete erros capitais na defesa que selam fim da campanha

Por Gabriel Farias

Chegou ao fim a trajetória do Itaboraí na Série C Sub-20 do Campeonato Carioca. Nesta quinta-feira (12/11), no segundo jogo semifinal, realizado no Estádio Nivaldo Pereira, em Nova Iguaçu, o Artsul se impôs e mesmo sem ser brilhante, conseguiu a vitória por 2 a 0 sobre a Águia, se classificando para a decisão – no primeiro duelo, as equipes haviam empatado em 1 a 1, no Alzirão.

DEU ELES. Cirúrgico, Artsul conseguiu vencer na base da efetividade. Fotos: Gabriel Farias.
DEU ELES. Cirúrgico, Artsul conseguiu vencer na base da efetividade. Fotos: Gabriel Farias.

O Itaboraí viu o sonho do título nos juniores chegar ao fim assim como foi em 2014, diante do mesmo Artsul. A diferença é que, na temporada passada, o time iguaçuano levou a melhor na final da competição. Em busca do bicampeonato, o Artsul terá como oponente o Campos, que na outra semifinal deixou o Duque Caxiense para trás.

Desatenção no início complica vida do Itaboraí

A ideia do treinador Suca Correa era apresentar um Itaboraí que jogasse de igual para igual com o Artsul, mesmo longe de seus domínios. Para isso, fez algumas mudanças na escalação. O centroavante Lucão foi sacado, dando lugar a Júlio. O objetivo era ganhar mais movimentação na linha de frente, gerando dificuldades aos donos da casa.

Outra alteração importante foi a entrada de Gabriel no meio. Essa mudança, no entanto, foi por conta de lesão. O lateral-esquerdo Chapoca não teve condições de jogo. O técnico deslocou Michel para o setor e em seu lugar, na outra lateral, improvisou Rafael, que estava no meio. Este abriu a lacuna para Gabriel.

Ivanilson faz marcação acirrada em cima de Carlos, autor do primeiro gol do Artsul.
Ivanilson faz marcação acirrada em cima de Carlos, autor do primeiro gol do Artsul.

Toda o planejamento, no entanto, começou a se desfazer logo aos cinco minutos. Em cobrança de escanteio, o goleiro André Stov saiu mal e viu Carlos se antecipar, mandando para as redes. O gol deu vantagem e conforto ao Artsul, que passou a jogar evitando maiores riscos, esperando a atitude do Itaboraí.

O Azulão passou a controlar o duelo e até trabalhava bem a bola, mas pecava na hora de demonstrar efetividade. Foram poucos os lances que realmente levaram perigo. Uma cobrança de falta executada por Ivanilson acabou sobrando para Angelo, que mandou para as redes, mas o árbitro assinalou falta. O lance gerou muita reclamação por parte da ADI.

Filme se repete; eliminação decretada

Os 45 minutos não apresentaram nada muito diferente. O jogo seguiu em ritmo lento e com muitas faltas (muitas delas apitadas com certo exagero pelo árbitro, que “picotava” o ritmo de jogo). Em bola aérea aos 14 minutos, Leandro ajeitou e Ivanilson completou, mas sem dificuldades para a defesa de Ewerton.

Partida foi marcada por muitas disputadas, faltas e poucos lances tecnicamente agradáveis.
Partida foi marcada por muitas disputadas, faltas e poucos lances tecnicamente agradáveis.

A falta de agressividade do Itaboraí foi penalizada aos 27 minutos, quando em boa jogada ofensiva, Manaus serviu Rodrigo de cara para o gol. O camisa 10 do Artsul bateu na saída de André Stov, fazendo 2 a 0 e praticamente definindo o confronto.

As mudanças tentadas por Suca Correa pouco surtiram efeito. O centroavante Lucão entrou com a missão de brigar entre os zagueiros, mas não encontrou companhia. Igor, jogador de mais velocidade, não obteve os espaços necessários. Resumo de uma tarde onde o resultado se fez justo. Infelizmente, não em favor do Itaboraí.

Ficha Técnica
Artsul 2×0 Itaboraí
Campeonato Carioca Série C Sub-20 – Semifinal – Jogo 02
Estádio Nivaldo Pereira, Nova Iguaçu (RJ)
Dia 12 de novembro (quinta-feira) – 16h

Árbitro: Washington Fernandes Moreira
Assistentes: Leonardo Moura Farias de Araujo e Rodrigo Carvalho Coimbra
Cartões Amarelos: Gabriel (ITA)

Gols: Carlos, 5’/1ºT (1-0); Rodrigo, 27’/2ºT (2-0)

Artsul
Ewerton; Anderson, Gigio, Abraão e Neves; Carlos, Blendon, Manaus e Rodrigo (Nelson); Kiki (Bahia) e Caloi (Dereck). Técnico: Romulo Rodriguez

Itaboraí
André Stov; Rafael, Matheus, Ivanilson (Igor) e Michel; Adriano, Angelo, Gabriel (Wesley) e Rodrigo; Júlio (Lucão) e Leandro. Técnico: Suca Correa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s