Itaboraí

Caio Cezar alerta ADI para nível da Série B Estadual: ‘Mesma coisa da Série A’

Jogador admite que se sente mais à vontade na Segundona, onde a qualidade técnica costuma sobressair

REDAÇÃO FUTEBOL GONÇALENSE

Um dos jogadores que caiu nas graças de torcida, diretoria e comissão técnica, o meia Caio Cezar está pronto para seguir fazendo história no Itaboraí. Após conquistar o título da Terceirona, ele espera alcançar o mesmo sucesso na Série B, mas faz um alerta. Para Caio, há uma diferença grande, principalmente na parte técnica, entre as duas competições.

_MG_4472
Caio Cezar espera disputa sadia por posição no Itaboraí durante a Série B. Foto: Futebol Gonçalense.

— A Série C já me surpreendeu. Apesar dos campos ruins e clubes sem estrutura, tinham bastante jogadores de Séries A e B que desceram para jogar. A Série B, na minha opinião, é mesmo nível de Série A, pois os jogadores são praticamente os mesmos. São elencos qualificados e vai ser muito mais difícil do que foi a Série C. Temos que estar cientes disso, mas acredito que para jogadores que buscam jogar com a bola no chão, será mais fácil — analisou.

Caio Cezar segue na ADI com a moral de ter sido peça fundamental em 2015, mas ao que tudo indica, não vai ser fácil garantir um lugar entre os 11 titulares. A promessa é de disputa intensa. Para o setor de criação, além dele, o Azulão conta com Willian Bersan, Bobby (vindo do Americano) e Rodrigo, promovido dos juniores. Além disso, a diretoria busca mais um ou dois nomes que venham fortalecer ainda mais o grupo.

— É positivo. Temos remanescentes, jovens subindo e jogadores vindo de fora. É a mescla perfeita para que haja esse balanço na medida certa. A disputa será sadia, com hombridade e caráter. Isso é primordial e o treinador vai cobrar. Que não seja só jogar futebol, mas que haja também uma amizade entre nós — disse Caio, pedindo união ao elenco.

Se em 2015 ele teve a responsabilidade de ser um dos mais experientes do plantel, mesmo tendo somente 25 anos, na próxima temporada Caio Cezar terá ao seu lado mais companheiros rodados que ajudem na missão de auxiliar os mais novos.

— Estão chegando jogadores tão experientes ou até mais do que nós. Em 2015 tivemos essa responsabilidade por sermos mais velhos. Eu, o Bersan, Fabão e Chico. Chegaram atletas não só experientes, mas com qualidade, que estamos acostumados a ver e que vão dar liga para alcançarmos nosso objetivo que é a vaga na Série A — projetou otismista.

Treinador vencedor: fator que motiva

Depois de ser comandado por Paulo Cesar Teixeira e Brenner Antunes em 2015, Caio Cezar terá como técnico na Série B o experiente Luiz Antônio, que tem perfil totalmente oposto ao dos seus antecessores, que possuíam pouca experiência no futebol estadual. Conhecedor do Campeonato Carioca, Luiz levou a Portuguesa a conquistar o acesso à Série A neste ano.

— É  um treinador vencedor, vindo para um clube vencedor. Que possamos nos tornar vencedores juntos. Sempre ouvimos falar muito bem dele e vai ser um prazer trabalhar junto. É um cara que vai exigir o melhor que podemos render e isso será importante. Demonstrou foco e que não está aqui para brincadeira — encerrou Caio Cezar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s