Futebol 7 Retrospectiva

RetrôFG | Pita conquista dois títulos municipais no futebol 7 e se consolida

Equipe leva a Super Copa em final eletrizante e encerra o ano faturando principal competição de São Gonçalo, a Série Ouro

REDAÇÃO FUTEBOL GONÇALENSE

A série especial de fim de ano do Portal Futebol Gonçalense, a “RetrôFG“, segue relembrando os principais momentos do esporte em São Gonçalo e região em 2015. No futebol 7, depois de recordar os títulos do Enbfut no Torneio Primavera Verão, e do Galáticos na Copa São Gonçalo, chegou a hora de contar novamente a trajetória do Pita nas conquistas da Super Copa e Série Ouro.

_MG_1172
Elenco do Pita teve temporada perfeita, com dois títulos conquistados: Super Copa e Série Ouro. Foto: Gabriel Farias.

Esse foi sem dúvidas o ano do Pita. Uma das mais tradicionais equipes do futebol 7 gonçalense já vinha realizando boas campanhas em ocasiões anteriores, mas ainda não tinha conhecido a sensação de levantar um troféu. A seca chegou ao fim com a Super Copa, que foi conquistada com méritos.

Depois de parar nas semifinais da Copa São Gonçalo, o Pita entrou na Super Copa disposto a levar a taça. Na primeira fase, tranquilidade. Três vitórias e um empate garantiram a classificação em primeiro lugar em sua chave. Nas oitavas de final, o Pita passou pelo Bando de Loucos com duas vitórias. Mesma situação das quartas, quando tirou o Resenheiros da disputa.

Nas semifinais surgiu o NF7, time sensação da Super Copa. O Pita conseguiu abrir vantagem no primeiro confronto, fazendo 3 a 1, e garantiu a vaga na decisão com novo triunfo, dessa vez por 5 a 4. Na final em jogo único, muita emoção. O Pita buscou o empate com o Osórios no último minuto do tempo normal. Nos shoot-outs, fez 1 a 0, e ficou com a taça!

Na Série Ouro, coroação de um ano vitorioso
_MG_7654
Mesmo sem força máxima, Pita passou tranquilo na primeira fase da Série Ouro. Foto: Gabriel Farias.

Uma semana após levantar o troféu da Super Copa, o Pita entrava em mais um desafio: a elite do futebol 7 em São Gonçalo, a Série Ouro. Na primeira fase, utilizando quase todo o elenco e muitas das vezes sem suas peças principais (envolvidas em outras competições), a equipe avançou em quinto lugar no Grupo B.

Ao contrário das demais competições, na elite gonçalense o mata-mata aconteceria em jogo único, com vantagem do empate para o time de melhor campanha na fase de grupos. Logo nas oitavas, o Pita não deu chance para o azar. Precisando da vitória, o time azul e branco despachou o Alcáida com goleada por 8 a 1. Nas quartas, mais uma vez necessitando do resultado contra o City, o Pita voltou a vencer: 2 a 1.

A força nas eliminatórias foi dando moral ao Pita, que parecia ter encontrado a rota para o título. Nas semifinais, contra o Jardim Alcântara, a equipe perdia por 2 a 1. Dessa vez, ao contrário das etapas anteriores, possuía a vantagem do empate. Na reta final do confronto, Jorge e Jefinho viraram o marcador e garantiram a vaga na final.

_MG_1305
Rotina! Pita viveu um 2015 de vitórias em São Gonçalo, que terminou com a conquista da Série Ouro. Foto: Gabriel Farias.

No último capítulo da Série Ouro o adversário foi o Cardeal e sua temida tática do goleiro-linha. O Pita saiu atrás, mas conseguiu igualar o marcador no final do primeiro tempo com Casé. Sobrando na etapa complementar, a virada veio com naturalidade. Ivan e Cenoura fecharam a conta e decretaram mais uma festa. Não restava mais dúvidas. O futebol 7 em São Gonçalo teve um dono em 2015. E foi o Pita!

Abre aspas

Casé, jogador do Pita, após final da Série Ouro:

Todos tiveram postura de vencedor, vibraram muito e conseguimos reverter (o placar) para buscar o título.

Cenoura, autor do gol do título da Série Ouro:

Estamos há muito tempo atuando juntos e temos um elenco perfeito, maravilhoso, onde todos dão a vida. Não tem nenhum craque, mas entramos em campo dando a vida e papai do céu nos abençoou com essa vitória e me deu o gol do título.

Rafael Tank, atleta do Pita, após a decisão da Série Ouro:

Tomamos um gol bobo no começo da partida contra um time que fica muito com a bola, mas tivemos frieza e sabedoria para ter a posse de bola também, fazendo eles correrem atrás. A partir daí os espaços apareceram e fizemos os gols naturalmente.

O ano em imagens

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s