Itaboraí

Mais habituado ao Itaboraí, Luiz Antônio demonstra satisfação com trabalho feito

Com cerca de um mês de pré-temporada em curso, técnico vem encaixando sua filosofia de jogo visando a Série B

POR GABRIEL FARIAS
_MG_1553
Luiz Antônio é só elogios ao trabalho da ADI. Foto: Gabriel Farias.

A Série B Estadual só começa em 5 de março, mas para o Itaboraí os trabalhos começaram ainda em novembro, mais precisamente no dia 25 daquele mês. Foi quando a pré-temporada teve início. De lá pra cá, o que se pode observar é um elenco que se encaminha para ser fechado e que vai se adequando à forma de trabalhar do treinador Luiz Antônio.

O técnico chegou ao Itaboraí de “mala e cuia”. Para buscar maior aproximação com a realidade da ADI, resolveu morar no município. Passou a obervar jovens talentos, assistir aos campeonatos amadores e a ter contato de perto com os torcedores. Até o momento, só coisas boas a falar, conforme ele explica.

— Antes de qualquer coisa que tenho a falar, preciso enaltecer a direção da ADI, que junto da comissão, tem nos dado toda a condição para realizar um trabalho de alto rendimento. Esse primeiro mês foi para nortear o trabalho, conhecer a estrutura, logística e sobretudo os atletas — disse Luiz Antônio, que sabe bem a pressão que o clube viverá em busca de uma vaga na elite estadual.

— Nosso sonho é grandioso na competição, respeitando a todos, mas temos a expectativa grande de diretoria, comissão, atletas e da torcida, por uma grande campanha. Estou muito feliz aqui com tudo que vem sendo feito, um trabalho sem vaidade. Todos buscando colocar o clube no lugar que ele merece, que é a primeira divisão.

Cautela para fechar o elenco

O Itaboraí está perto de anunciar a contratação de dois zagueiros. Com a chegada desses reforços, outros quatro atletas são esperados para encerrar o ciclo de aquisições. A meta é ter o grupo todo definido até fevereiro, mas Luiz Antônio mantém a calma e prega cautela na definição desses nomes. Segundo o comandante, a margem de erro é pequena.

_MG_1562
Treinador do Azulão prega cautela e precisão nas contratações. Foto: Gabriel Farias.

— Um clube emergente como o nosso não pode contratar errado. É preciso ser cirúrgico nas contratações, não só na parte técnica, mas no lado profissional. Temos um perfil para o atleta, de personalidade, de caráter, e isso está se formando — pontuou.

Além da qualidade técnica e da evolução tática, outro ponto que vem agradando ao treinador da ADI é a união do elenco, que vem demonstrando grande afinidade. O objetivo agora é manter o bom ambiente até o início da competição e no decorrer dela.

— É um grupo que vem se transformando numa grande família. Até início de fevereiro queremos estar com o elenco fechado. Alguns jogadores estão chegando e falta pouco para finalizarmos, mas mantemos a prudência, procurando a excelência na escolha — ponderou um cauteloso, mas satisfeito Luiz Antônio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s