Gonçalense

Sobre assumir como treinador, Thiago Thomaz não vê maiores dificuldades

Vice-presidente do Gonçalense deixou claro que, se profissional desejado não vir, ele mesmo vai para a beira do campo

REDAÇÃO FUTEBOL GONÇALENSE
_MG_1804
Thiago Thomaz falando aos jovens do Gonçalense. Foto: Gabriel Farias.

Uma escolha inesperada pode acabar decidindo quem será o treinador do Gonçalense na Série B. Apalavrado com um profissional empregado – que não teve seu nome revelado – o Tricolor já sabe quem será seu comandante caso a primeira opção não consiga liberação de seu clube. Thiago Thomaz, vice-presidente e proprietário da agremiação, será o técnico. Ele mesmo afirmou isso na apresentação do elenco, na última segunda (18).

— Futebol não tem mistério nenhum. Zero. Claro que cumprir a função de treinador é diferente. Você tem que estar dentro de campo orientando, entre outras coisas. Estamos com um nome acertado, mas ele trabalha em clube grande e não teve como sair por enquanto — disse Thiago, que completou em seguida.

— Não vejo dificuldade em assumir, com Pinduca como meu auxiliar, até porque como falei, futebol não tem mistério nenhum. É preciso ter as peças certas para encaixar o time e trabalhar. Nasci no futebol e vou morrer jogando futebol. Está no meu sangue, é o que eu gosto. Vivo futebol, respiro futebol e não tem nada diferente se eu for treinador, vice-presidente ou roupeiro. Quero ajudar. Espero que o Gonçalense monte de novo uma boa equipe.

Vale lembrar que Thiago Thomaz possui contrato em vigor (como jogador) com o Gonçalense até o final desta temporada. Ele chegou a anunciar que treinaria junto do plantel que disputou a Copa Rio, em 2015, mas não atuou em nenhuma partida.

Pai apoia o filho: “Custo zero”

Acima de Thiago na hierarquia do Gonçalense, somente Joacir Thomaz, seu pai e presidente tricolor. E no que depender dele, a efetivação do filho está mais do que aprovada. Além de julgá-lo capacitado para exercer o cargo, a escolha ainda aliviaria o caixa do clube, que passa por sérias dificuldades financeiras.

— Estamos vendo onde podemos cortar e estamos cortando. Hoje estamos com o Thiago, que tem condições plenas (de ser o treinador). Sempre incentivei ele na função e não sei porque ainda não assumiu essa equipe. Ele é custo zero — afirmou, deixando sua vontade clara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s