Outras Notícias

Dennis Rodrigues: o fisioterapeuta gonçalense que vai desbravando a Ásia

Após se encantar pela profissão em 2002, Dennis passou por clubes de médio porte, no Rio de Janeiro, até se aventurar na China e Kuwait

POR GABRIEL FARIAS
DIV_005
Dennis exibe uma das conquistas com o Kazma. Fotos: Arquivo Pessoal.

O talento dos jogadores dentro do campo ou a grande capacidade de treinadores em montar boas equipes acabam por inibir a importância que outros profissionais possuem nos bastidores do futebol. Todo clube bem estruturado, por exemplo, possui um bom departamento de fisioterapia. E essa é a função que vem abrindo portas para o gonçalense Dennis Rodrigues, de 35 anos.

Dennis se encantou pela fisioterapia em 2002, quando viu o atacante Ronaldo, herói do título mundial brasileiro, agradecendo aos profissionais que foram fundamentais em sua recuperação de uma grave lesão no joelho. A partir dali decidiu: iria se dedicar a recuperar e prevenir jogadores das lesões.

A carreira começou em clubes médios do Rio de Janeiro, como Cabofriense, Madureira, Olaria e America. A partir de 2012 foi que sua trajetória mudou completamente. Surgiu o primeiro desafio internacional na China. Lá ajudou na recuperação de atletas do Beijing Guoan, time local.

— Foi a primeira oportunidade fora do Brasil, onde pude lidar com grandes atletas. Atuava numa clínica que fazia a recuperação dos jogadores do clube. A principal dificuldade ficou por conta da alimentação e do idioma. Foi complicado — lembra o fisioterapeuta, que passou alguns apuros para se comunicar com os chineses.

No Kuwait, estabilidade e reconhecimento
DIV_006
Dennis está no Kuwait há três anos. No país encontrou estabilidade.

Dennis teve um breve retorno ao Brasil em 2013 antes de partir para uma nova aventura, dessa vez no Kuwait, outro país asiático. Mais uma vez deixou a família no Brasil em busca do seu sonho. E segue lá até hoje, sendo responsável pelo departamento de fisioterapia do Kazma, clube da elite nacional.

— Primeiro veio o choque cultural. Cheguei ao país na época do Ramadã, onde eles passam praticamente o dia inteiro jejuando e retirados em casa. Tudo acontecia à noite. Estranhei bastante — recorda.

Os percalços, após três anos, foram superados. Enquanto possui uma bela estrutura para desenvolver seu trabalho no clube, também se sente tranquilo com a infraestrutura do país, muito elogiada por Dennis.

— Fazemos um trabalho focado em recuperação dos lesionados e outro que faz a prevenção, que é fundamental para não perdermos tantos jogadores contundidos na temporada. Sobre o país, não temos qualquer preocupação. Tudo funciona muito bem — explica Dennis, que tem dois jogadores brasileiros como colegas de clube no Kuwait.

Convocação para o Timor Leste e quebra do preconceito sobre muçulmanos
DIV_001
Dennis serviu à seleção de Timor Leste: mais uma aventura.

O bom trabalho desenvolvido no Kazma rendeu até mesmo um convite inusitado. Dennis viajou junto com a seleção nacional do Timor Leste, pequeno país asiático – só libertado da ocupação da Indonésia em 1999 – para um amistoso justamente contra a Indonésia, onde atuou como fisioterapeuta da equipe nacional.

A passagem de Dennis pela Ásia vem se tornando também um ganho cultural para o profissional, que convive com grande maioria de muçulmanos.

— O povo muçulmano é belíssimo e ganhei muitos amigos aqui. O que chega muitas das vezes para nós no Brasil, é uma visão distorcida do islamismo, que é uma religião muito bonita — conta Dennis.

A única dificuldade que Dennis não consegue se adaptar é com relação à saudade da esposa e dos pais, que ficaram no Brasil. Vê-los só é possível nas férias.

— Sem os meus pais e minha esposa eu não chegaria aqui. Bate a saudade, é difícil. Sonho voltar ao Brasil, mas para trabalhar num clube de ponta. Atualmente pretendo continuar no Kuwait, onde tenho estabilidade — confessa.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s