Gonçalense

Baseada na velocidade, equipe titular do Gonçalense começa a ganhar forma

Thiago Thomaz vai dando sua cara ao elenco e demonstra otimismo para a Série B

REDAÇÃO FUTEBOL GONÇALENSE
_MG_2773
Gilbertinho vem sendo opção de velocidade na frente. Foto: Gabriel Farias.

Caminhando para completar um mês de pré-temporada, o Gonçalense começa a dar forma ao seu elenco e consequentemente o time titular vai sendo definido. No treino da última quinta (4), em atividade com dimensões reduzidas no Clube Esportivo Mauá, o treinador Thiago Thomaz manteve a ideia de uma formação que aposte na velocidade.

Entre os goleiros houve um revezamento, mas é nítido que Jean é a primeira opção do setor. As laterais vão sendo ocupadas por Copinho e Serginho. O segundo, um dos mais experientes, tem no currículo boas campanhas na Série B com Bonsucesso e Barra da Tijuca, por exemplo.

No miolo de zaga está a principal indefinição. O jovem Villar vai ocupando uma das vagas, mas seu companheiro ainda não é conhecido, já que estão sendo utilizados atletas em avaliação. Davidson, ex-São Gonçalo, está ausente após se casar, enquanto Joseph, que era a principal aposta no setor, foi emprestado ao Villa Nova (MG). Reforços devem ser anunciados em breve.

No meio de campo a marcação vai ficando a cargo da dupla Ronald e Vitão, enquanto Walber é o maestro e responsável por achar o trio de atacantes que vai se movimentando mais à frente. Nesse quesito a filosofia parece bem assimilada e não deve sofrer alterações mais bruscas.

No ataque, muita velocidade

No treino da última quinta o trio de ataque foi formado por Gilbertinho, Sorriso e Jonnes (que é meia, mas jogou mais avançado). A improvisação aconteceu porque os dois atacantes mais fixos da equipe, Talisson e Dodô, fizeram um trabalho de recondicionamento físico à parte.

Dodô, mais experiente, vem agradando nas primeiras atividades, tendo inclusive marcado o gol do Gonçalense contra o Bonsucesso, em jogo-treino. Nas pontas, apesar de Sorriso e Gilbertinho estarem sendo utilizados, a concorrência é grande. Nomes como Kaio e Waguinho, por exemplo, também lutam por espaço.

— Acho que a base está sendo bem montada, com peças de qualidade. A questão agora é encontrar alguns nomes com mais experiência para complementar o grupo — disse Thiago Thomaz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s