Outras Notícias

Marcelo Cordeiro, de São Gonçalo, é um dos pilares do São Bento no Paulistão

Lateral gonçalense teve boas passagens em clubes tradicionais do Brasil, como Botafogo, Portuguesa e Internacional; em São Paulo, busca nova projeção no Estadual

POR GABRIEL FARIAS
DIV_003
Marcelo Cordeiro vive segunda passagem pelo São Bento. Foto: Divulgação.

Se engana quem pensa que aos 34 anos de idade o lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro é apenas mais um veterano jogador de futebol em fim de carreira. Em excelente forma física, o gonçalense espera brilhar com a camisa do São Bento no Campeonato Paulista, recuperando seu espaço no cenário nacional.

Foi no estado de São Paulo que Marcelo Cordeiro conseguiu grande projeção no mundo do futebol. Lá defendeu clubes como Red Bull Brasil, Bragantino e Atlético Sorocaba. Neste último, teve grandes atuações em 2008, que lhe renderam uma transferência para o Vitória (BA), que em seguida o levou ao Internacional de Porto Alegre.

– O Campeonato Paulista é o melhor do Brasil, pois existe muita visibilidade, além dos clubes pagarem bem e sempre em dia – explica Cordeiro, que espera repetir o feito de 2008.

– Todos os jogos são televisionados e isso atrai as atenções para São Paulo. Em 2008 me destaquei no Atlético Sorocaba e foi onde consegui me transferir para grandes clubes em sequência.

Além de Vitória e Inter, Marcelo Cordeiro ainda teve a oportunidade de defender outros gigantes nacionais, como Sport e Botafogo, assim como a tradicional Portuguesa, outro clube paulista em sua vida.

DIV_002
Marcelo Cordeiro, à esquerda, é um dos mais experientes do São Bento, junto do meia Morais (à direita). Foto: Divulgação.

Passado seu auge, o atleta natural de São Gonçalo voltou a buscar espaço em times de menor expressão, como o São Bento, sua atual camisa. A primeira passagem pela equipe foi em 2015. Gostou tanto que retornou para o Paulistão de 2016. O time, por sinal, é de Sorocaba, cidade que traz boas lembranças para o camisa seis.

– O São Bento tem ótimo planejamento e ficamos em nono lugar no ano passado. Começamos cedo a preparação para 2016, ainda em novembro. Esse é um dos segredos para um time de menor porte se dar bem – acredita.

Botafogo e Portuguesa: auge da carreira
DIV_005
No Botafogo Marcelo Cordeiro conquistou o Cariocão. Foto: Divulgação.

O extenso currículo de Marcelo Cordeiro tem momentos que marcaram sua vida profissional. O título do Campeonato Carioca em 2010, pelo Botafogo, foi um deles. O atleta marcou cinco gols na campanha que rendeu um título que o alvinegro perseguia por três anos seguidos, sempre sendo vice.

– Foi uma campanha marcante, onde conquistamos o título diante do Flamengo. Pude marcar cinco gols, inclusive num clássico contra eles, no Maracanã – relembra.

Apesar do grande momento no Botafogo – clube de coração dos seus pais – foi na Portuguesa que Marcelo viveu o ápice de sua carreira. Em 2011 a Lusa foi campeã da Série B do Brasileiro com três rodadas de antecedência. A grande campanha rendeu o apelido de “Barcelusa” ao time lusitano, em alusão ao bom futebol apresentado, que lembrava o do Barcelona, da Espanha.

– Aquele título, sem dúvidas, foi o mais marcante. Fizemos grande campanha e não demos chances para os adversários. Não à toa nos chamavam de “Barcelusa” – completou.

Bom início no Paulistão

Nas quatro primeiras rodadas do Campeonato Paulista em 2016, o São Bento de Marcelo Cordeiro lidera o Grupo A, com oito pontos ganhos. São duas vitórias e dois empates nos quatro jogos disputados. O bom desempenho coloca o Bentão na frente até do Santos, vice-líder da chave.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s