São Gonçalo

Léo Goiano é o treinador desejado pelo São Gonçalo EC para Segundona

A preparação do São Gonçalo EC para a Série B1 do Campeonato Carioca ainda se encontra em fase de planejamento, mas uma decisão já foi tomada. A diretoria quer novamente Léo Goiano como treinador. O comandante assumiu o Azul e Branco durante a Segundona de 2019, tirando o time da lanterna geral e o levando à luta por uma vaga na semifinal da Taça Corcovado.

2020-06-18_05-12-52
Léo Goiano se saiu bem no São Gonçalo fazendo campanha de recuperação na B1 de 2019. Foto: Jhonathan Jeferson.

O martelo, no entanto, ainda não foi batido. Apesar do desejo do presidente Reginaldo Assad, é preciso esperar para ver qual será a sequência da carreira de Léo Goiano, que estava à frente do Independente (PA) antes da paralisação dos Estaduais por conta do novo coronavírus.

– O treinador será o Léo Goiano, se não tiver nenhum vínculo na época. O Léo está num trabalho e não sabemos se ele estará vinculado ou não futuramente. Isso passaria por uma conversa com o Renato Alvarenga (coordenador técnico). Logicamente ele vai dar a opinião dele e em comum acordo vamos chegar ao melhor. Isso caso o Renato não tenha uma situação de proposta de algum clube para treinar – explicou Assad.

O presidente do São Gonçalo ainda falou sobre outros temas, como a incerteza sobre a Segundona e as dificuldades financeiras para a montagem de elenco.

Expectativa frustrada
– Começamos com uma perspectiva muito boa em 2020, uma das melhores para o São Gonçalo, pensando em parcerias e projetos incentivados com grande chance de acontecer esse ano, algo que daria garantia de estrutura para brigar de verdade. Aconteceu a pandemia e aí fica difícil encontrar parceiros, até porque a situação não está legal. Hoje, na verdade, estamos sem ter a esperança desses projetos. É impossível.

Montagem de elenco
– Logicamente temos que nos preparar. Nós não temos vínculo com atletas no momento, mas sempre chamamos aqueles que querem retornar. Existem contatos tanto para sondar atletas, quanto para parceiros que venham a custear nosso planejamento.

Nivelamento por baixo
– A segunda divisão vem de dois, três anos muito bons, com seis, sete times brigando. Esse ano acho que a coisa vai nivelar por baixo. Ou aqueles clubes com poder financeiro maior podem dar um passo à frente. Quem tem poder financeiro para contratar, o jogador vai chegar. Um ou outro clube pode conseguir, mas não todos. Não acredito nesse poder financeiro. Os recursos estão muito mais difíceis. Mesmo os times que têm torcida não poderão jogar e vender ingressos, como o Goytacaz, por exemplo.

O São Gonçalo tem estreia prevista na Série B1 para 15 de agosto. O adversário será o Goytacaz, fora de casa.