Outras Notícias

Tontom se destaca pelo Alcobaça e projeta voos mais altos em Portugal

Foi um início dos mais interessantes. Na primeira oportunidade de jogar profissionalmente fora do Brasil, Tontom encontrou Portugal de portas abertas, desenvolveu um bom futebol na última temporada e foi um dos destaques do Ginásio de Alcobaça, equipe da Divisão de Honra de Leiria – competição equivalente à quarta divisão nacional.

Foram 24 jogos disputados, quatro gols marcados e até uma assistência anotada pelo zagueiro, que é natural de Casimiro de Abreu e possui família em São Gonçalo. O Alcobaça ficou na nona colocação geral, batendo a meta de realizar uma competição sem maiores sustos com a parte baixa da tabela.

– É um clube que está se reestruturando e foca na base. O profissional não tinha tanta ambição de figurar na divisão superior, que é a terceira liga. Coletivamente, dentro do que estava proposto, conseguimos o que o presidente queria. Fizemos uma taça muito boa. Garantimos a permanência do clube – explica Tontom, que foi eleito pela imprensa local para a seleção do campeonato.

– Sempre me preparo muito bem nos desafios, seja psicologicamente ou fisicamente. Ficou dentro da minha expectativa, mas não esperava pegar seleção logo de cara. Quando se está na fase boa, você quer dar continuidade. Ficou um gostinho de quero mais. Estava num time em que estava adaptado, entrosado, faltando algumas metas que eu tinha determinando – disse o defensor, que viu a liga ser encerrada antes do fim por conta da pandemia do novo coronavírus.

Valorização natural e retorno programado

A boa temporada abriu o mercado do futebol português para o zagueiro de 26 anos. O Alcobaça pretende renovar com Tontom, que também avalia propostas do nível superior: a terceira divisão nacional. O defensor chegou a recusar uma sondagem do Rio de Janeiro, já que pretende retornar a Europa.

campinho tontom
Mídia local elegeu Tontom (Wellington) para a seleção da temporada na Divisão de Honra de Leiria.

– Meu foco é voltar. Tive uma sondagem do Macaé para fazer essas duas partidas finais do Campeonato Carioca, mas estou com propostas de Portugal. Com tudo normalizando, 100% adaptado, por que não continuar lá?

– O Alcobaça fez proposta e recebi interesse de mais dois clubes da terceira liga. A minha ideia é dar um salto. Estamos conversando para ver o que é melhor. Sou muito grato ao Alcobaça. Eles querem muito que eu fique, aumentaram salário, os sócios querem que eu fique…

Alcobaça e Casimiro de Abreu: semelhanças que ajudaram

Se adaptar à cidade de Alcobaça foi simples para Tontom. Os pontos em comum com Casimiro de Abreu, município do Rio de Janeiro de onde é natural, ajudaram no processo.

– Uma cidade que parece Casimiro de Abreu. Tranquila, não tem algazarra, prevalece a melhor idade. Foi tranquilo para se adaptar. Eu brincava dizendo que estava no Brasil. Cheguei no verão e esquentou bem. Depois foi piorando um pouquinho quando chegou o frio. Cheguei a pegar um grau – relembra, sem deixar de citar o carinho por Casimiro de Abreu, onde teve a principal sequência como jogador no Brasil, atuando pelo CAEC.

– Casimiro foi um clube que, desde novo, fez eu me apaixonar por futebol. Meu pai me levou para ver um jogo e no outro domingo eu já queria gandular. Ali começou a história até eu ter a oportunidade numa competição oficial, em 2017, com acesso invicto (na quarta divisão do Campeonato Carioca). Essa história ficou mais bonita. Não tinha como ser mais perfeita. Um dia espero voltar e botar o clube na primeira divisão – encerrou.